Briga entre mulher de biquíni sem máscara com cliente de restaurante no Rio viraliza na internet

Briga entre mulher de biquíni sem máscara com cliente de restaurante no Rio viraliza na internet

As agressões ocorreram em uma das ruas mais movimentadas do Leblon, na Zona Sul do Rio.

Uma confusão entre duas mulheres de biquíni, que estavam em um carro conversível, e uma frequentadora de um bar no Leblon, na Zona Sul do Rio, viralizou nas redes sociais no fim de semana.

As cenas foram gravadas na Rua Dias Ferreira, uma das mais movimentadas do bairro.

As duas banhistas, sem máscaras, foram filmadas dançando num carro conversível sem capota.

Ao G1, o engenheiro Will Vacari, que dirigia o carro, criticou a ataque sofrido pelas amigas. “Nós não mexemos com ninguém, não falamos com ninguém, estávamos interagindo apenas entre nós”, disse (leia entrevista aqui).

Mulher que passava em carro conversível briga com arquiteta após ser atingida por garrafa de água — Foto: Reprodução
Mulher que passava em carro conversível briga com arquiteta após ser atingida por garrafa de água — Foto: Reprodução

Entenda a confusão

A arquiteta Aline Araújo, que estava em um restaurante próximo, incomodada, jogou duas garrafas d’água em cima de Scheila Mack, uma das mulheres do carro.

Scheila, então, sai do carro e vai até Aline, desferindo tapas. As duas se agridem, e Scheila volta ao carro.

As imagens mostram ainda que um homem, que seria namorado de Aline, vai até o carro onde está Scheila, e arranca a parte de cima do biquíni dela, que sobe de novo no veículo e deixa o local.

Mulheres apresentam suas versões

Nas redes sociais, Aline e Scheila deram suas versões sobre o que aconteceu. Aline disse que ficou incomodada com a situação.

“Se eu soubesse que as oito horas da noite estava acontecendo filme pornô ao ar livre, eu teria ficado na minha casa obviamente com as crianças, mas acontecendo isso eu fiquei incomodada e realmente eu joguei água na mulher para que ela parasse com aquele fogo que ela estava”, contou Aline.

Scheila rebateu, afirmando que foi provocada e teve como reação pular do carro onde estava.

“Estávamos curtindo nossa vibe (sic), nossa onda, tínhamos bebido, capota aberta, carro conversível. Escutei uma garota gritando vagabunda… Cara de debochada, me mandou um beijo. Não satisfeita, ela ataca uma garrafa de água …minha reação foi pular do carro. Pulei porque fiquei com muita raiva. Ela fez assim: ‘Vem’. Apanhei, revidei. “, relatou.

Segundo especialistas, os nervos estão à flor da pele e afetando o comportamento das pessoas.

“Tem o fator da pandemia, da polarização politica, tem o fator das redes sociais. Você fica com os nervos à flor da pele e você quer afirmar superioridade social. Pronto. Não é um problema brasileiro só. É um problema mundial, disse o psicanalista Francisco Daudt da Veiga.

Após ser atingida por garrafa de água, Scheila desce de carro no Leblon e dá tapas em arquiteta — Foto: Reprodução
Após ser atingida por garrafa de água, Scheila desce de carro no Leblon e dá tapas em arquiteta — Foto: Reprodução

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *