Apontado como chefe de milícia na Praça Seca é preso em apart-hotel em frente à Praia da Barra

Apontado como chefe de milícia na Praça Seca é preso em apart-hotel em frente à Praia da Barra

Segundo a polícia, Diego Luccas Pereira, o Playboy, controla o Morro do Fubá junto com seu irmão Leonardo, o Leleu, e domina a Praça Seca, na Zona Oeste do Rio.

A Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), da Polícia Civil do RJ, prendeu, na tarde desta terça-feira (22), um homem apontado pela polícia como um dos milicianos mais procurados do Rio de Janeiro. Diego Luccas Pereira foi encontrado em um apart-hotel na Barra, Zona Oeste do Rio.

Segundo a polícia, Diego Luccas Pereira, o Playboy, controla o Morro do Fubá junto com seu irmão Leonardo, o Leleu, e domina a Praça Seca, na Zona Oeste do Rio, em sociedade com Edmilson Gomes Menezes, o Macaquinho – ambos ainda foragidos.

Playboy estava escondido dentro de um apart-hotel em frente à praia da Barra da Tijuca, altura do Posto 7.

“Ele estava com a esposa e desarmado. Tentando realmente levar uma vida de playboy”, disse o delegado William Pena Júnior, titular da Draco.

Playboy estava foragido desde 2013. Além do mandado de prisão por sua atuação na milícia ele também é investigado pela Delegacia de Homicídios (DH).

Ele, seu irmão e Macaqujnho são suspeitos de integrar o chamado Escritório do Crime, grupo de matadores de aluguel da Zona Oeste que tinha como um dos fundadores Adriano Magalhaes Nóbrega, o capitão Adriano, morto no início do ano na Bahia.

Além disso, ainda de acordo com a polícia, Playboy é responsável pela aliança da milícia com o tráfico da comunidade da Serrinha, que causou confrontos com criminosos da Praça Seca, ocasionando mortes na região.

De acordo com as investigações, Playboy, junto com o seu irmão, que também é conhecido como “Leleo” e Edmilson Gomes Menezes, o Macaquinho, estão envolvidos na morte do major Alan Luna, da PM do RJ, em 2018, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

Diego Luccas Pereira é apontado pela polícia como um dos milicianos mais procurados do Rio — Foto: Reprodução
Diego Luccas Pereira é apontado pela polícia como um dos milicianos mais procurados do Rio — Foto: Reprodução

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *